Princípios do Pai Nosso

Por Eguinaldo Hélio

Mas vós orareis assim (Mateus 6.9)

O Pai Nosso não é uma oração qualquer. Foi a oração ensinada pelo Filho. Ninguém que pisou este mundo conhecia o coração do Pai como Ele. Jesus sabia exatamente como funciona o Universo e nossa relação com Deus. Por isso, sua oração é mais que um modelo. São princípios profundos Daquele que conhece todas as coisas. Podemos colher riquíssimos ensinamentos de cada ideia, de cada palavra e frase.

Ela começa com Deus, com o Pai. Ele é o Primeiro, Ele antecede a tudo. Este é o seu lugar. Temos aprendido orações cuja primeira coisa que fazemos é pedir algo para nós mesmos ou para os nossos. A equação tem sido invertida e ao invés de Deus Primeiro temos tido o “eu”. O primeiro princípio nos ensina a colocá-Lo antes de tudo.

Segundo ponto. Ainda não somos nós ou nossas necessidades. É o Reino e a Vontade Dele. Há uma Ordem divina, perfeita, permanente e eterna além e acima dessa nossa ordem humana, pecaminosa e decadente. Esta Ordem, o Reino de Deus, é muito mais importante do que todos os nossos planos e projetos. Mesmo que seja difícil conceituar o que é o Reino de Deus, seu estabelecimento traz a vontade de Deus ao mundo. Amar, viver, sofrer e trabalhar pelo Reino é o segundo princípio. Que o Reino de Deus triunfe sobre tudo.

Por fim nossas necessidades, porque Deus não as ignora. É Ele Quem supre todas elas. Ele nos sustenta. Confiar Nele para nos suprir é outro princípio desta oração.

O quarto princípio é o perdão, de Deus para nós e de nós para outros. Sem perdão a graça de Deus não flui, sua comunhão não se manifesta e a amargura destruidora reina. Vida sem perdão é vida sem salvação e graça. Precisamos pedir perdão e perdoar continuamente.

Por fim, neste mundo mal precisamos do livramento divino. Não apenas do mal que nos fere, mas do mal que praticamos. Nosso livramento está Nele e por isso nosso clamor contínuo deve se dirigir a Ele, pois só Ele impedirá que nosso mal e o mal no mundo nos destrua.

Mais do que uma oração, são lições que nos ajudarão a viver agradando Aquele que nos amou e nos salvou. Seja feita Sua vontade. Na terra, em nós e em tudo.


 Ainda Há Homens de Deus

Por Eguinaldo Hélio

 

Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos diante de Baal. (Romanos 11.4)

Nosso tempo, em muitos aspectos, não é diferente de certos períodos registrados nas Escrituras. Há corrupção por todo lado, mesmo em meio ao povo de Deus. Presenciamos coisas que nos deixam tristes, que nos decepcionam. Sabemos que não deveria ser assim, mas é. Dentro de nosso coração há confusão, pois presenciamos situações de pecado ao nosso redor e chegamos ao ponto de duvidar da veracidade da mensagem do Evangelho.

Todavia, Deus tem uma palavra nesse momento – ainda há pessoas suas na terra. Homens e mulheres que têm vivido dignamente diante de Deus e têm andado em temor e tremor. Pessoas que não se deixaram corromper, cujas vestes estão limpas, cujas mãos estão puras. Pessoas que verdadeiramente amam a Deus de todo coração e quando estamos com elas sabemos que fomos tocados pela graça de Deus em suas vidas.

O grande problema é que procuramos em lugares errados. Nós queremos encontra-las em destaque à frente de grandes multidões, achamos que elas estão na mídia, cercadas por títulos e pompas. Confundimos fama com graça, visibilidade humana com manifestação divina. Nem sempre sabemos discernir aparência de essência.

No entanto, verdadeiros homens e mulheres de Deus estão em toda parte. Nem eles mesmos se consideram assim. Sua simplicidade e humildade os impede de classificar-se, de ostentar-se, de orgulhar-se. Eles apenas obedecem ao Senhor com todo o seu coração. Pagam o preço que é exigido e estão sempre prontos a compartilhar do que o Senhor lhes tem dado.

Não significa que não possuem defeitos. Significa apenas que em meio à sua falibilidade eles amam ao Senhor de todo o seu coração, alma e entendimento. Se formos capazes de olhar além das limitações humanas seremos ricamente edificados pela graça de Deus neles e aprenderemos muito com sua vida, palavras e ações.

Sim, há homens e mulheres de Deus neste mundo podre. Há luzes que o Senhor colocou neste mundo escuro para orientar nossos passos. Que os olhos de nossos corações sejam abertos e possamos caminhar na luz de Deus.