A Alma Farta

Por  Eguinaldo Hélio de Souza

 

Você provavelmente já se deparou com crianças que apesar da fartura em suas casas desprezam os alimentos para terror de seus pais. Quem sabe essa é até sua experiência pessoal. Você já viu adolescentes que não dão valor a objeto caros que ganharam, deixando-os jogados. Sua alma se aborrece porque vê pessoas desdenhando de coisas que você daria tudo para possuir. A alma farta despreza o favo de mel (Provérbios 27.7)

Se há uma falha em nossas vidas é nem sempre saber o valor real daquilo que possuímos por causa da abundância que nos rodeia. Há tanta fartura, tanta bênção ao nosso redor que não lembramos que muitas pessoas gostariam de ter o que temos. Quantos profetas e justos gostaria de ver o que vós vedes e não viram, de ouvir o que vós ouvis e não ouviram (Mateus 13.17)

Enquanto muitos dariam tudo para ter uma Bíblia, nós as temos as dúzias e as deixamos esquecidas e empoeiradas nos cantos. Há cristãos secretos que não ousam falar abertamente de Jesus a seus familiares e amigos sob o risco de ser mortos e nós não usamos nossa liberdade para proclamar ao mundo a salvação. Algumas pessoas andam quilômetros para chegar às suas igrejas e temos em nosso meio, pessoas que se recusam a andar algumas quadras de carro para prestar culto a Deus.

Somos inundados com belos hinos, pregações abençoadas, livros maravilhosos e toda sorte de instrumentos para edificar à nossa fé. E ainda assim reclamamos, reclamamos e reclamamos. Nossa murmuração supera nossas palavras de gratidão e louvor. Não conseguimos enxergar o quanto somos abençoados. Temos saúde, temos família, temos igreja, temos Deus em abundância em nossa vida, mas damos a impressão que somos indigentes em todos os sentidos da palavra.

Deus tem sido bom, muito bom conosco. Além do que merecemos. Vivemos em fartura. Não deixe que sua alma farta deixe de perceber a bondade de Deus em sua vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *