Dez Verdades Sobre Adoração

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

Porque Deus é Espírito, e é preciso que seus adoradores o adorem em espírito e em verdade (João 4.24)

 

A adoração é para a vida cristã o que a corda é para o relógio.

 

Os homens só começam a crescer quando começam a adorar.

 

Não conheço outro prazer tão rico, tão puro, tão santificador em suas influências ou ainda tão constante em seus benefícios como aquele que resulta da verdadeira e espiritual adoração a Deus.

 

Toda a nossa vida deve ser dirigida de tal maneira para Deus que não importa o que nos atinja – tristeza ou alegria – seja imediatamente refletido para cima, para a Sua presença.

 

Adorar a Deus é compreender o propósito com o qual Ele nos criou.

 

A adoração é o reconhecimento da criatura acerca da grandeza do seu criador.

 

Adoração é dar ao Senhor a glória que Lhe é devida como resposta ao que Ele nos revelou e fez em Seu Filho Jesus Cristo.

 

Adoração é a contemplação extasiada de Deus, da forma como Ele se revelou em Cristo e em Sua Palavra.

 

A adoração não faz parte da vida cristã; ela é a própria vida cristã.

 

A adoração é a submissão de toda nossa natureza a Deus. É a vivificação da consciência mediante Sua santidade, o nutrir da mente com Sua verdade, a purificação da imaginação por Sua beleza, o abrir do coração ao Seu amor e a entrega da vontade ao Seu propósito.

 

Antes de qualquer coisa, seja um adorador. O Deus que remiu sua alma, que transformou sua vida e que tem sustentado seus passos é digno de toda a sua  adoração, de toda a sua vida e de todo o seu louvor. Adore-o.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *