Nada Sem o Senhor

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

Se não for o SENHOR o construtor da casa, será inútil trabalhar na construção. Se não é o SENHOR que vigia a cidade, será inútil a sentinela montar guarda. Salmo 127.1)

Esse versículo traz consigo a sabedoria da vida. Ele não ensina que não devemos trabalhar ou que não devemos vigiar. Ele ensina que nada disso tem significado ou êxito verdadeiro, a não ser que o Senhor esteja conosco. Se Deus não for o Construtor através de nossas vidas e o Vigia através de nossos olhos, tudo será vão. Tudo Dele deriva, tudo Dele depende, tudo a Ele se destina.

Porque Dele, por Ele e para Ele são todas as coisas. Glória, pois, a Ele, eternamente. (Romanos 11.36).

O pecado no coração humano quer leva-lo para longe da dependência divina, fazê-lo achar que o homem é o centro do universo. Protágoras, um pensador grego, disse que “o homem é a medida de todas as coisas”. Não é. Deus é a medida de todas as coisas, pois até mesmo a medidas dos homens foi Ele quem estabeleceu.

É verdade que ser humano realizou coisas grandiosas. No entanto, de alguma forma, direta ou indiretamente, um Deus Criador e Sustentador o permitiu, reconheça ou não, goste ou não. É verdade que o homem tem projetado invenções e dispositivos para sua segurança. No entanto, muitos dos seus castelos fortes foram derrubados e saqueados apesar de toda confiança.

Se o Senhor não edificar… se o Senhor não guardar…. Essas palavras nos chamam para a dependência, para a comunhão, para olhar ao alto e reconhecer que em tudo precisamos de Sua Presença, de Sua sabedoria, de Sua mão forte. Torres de Babéis e Titanics são como castelos de cartas e barcos de papeis se assim Deus o desejar. Enquanto gritos derrubarão muros e pedras derrotarão gigantes se assim Ele o determinar.

Podemos viver confiando Nele ou em nossos esforços. Podemos reconhecer que a Ele pertence a glória por tudo ou que somos dignos de nossos prêmios. Todavia, nada mudará o fato de que “Nele vivemos, nos movemos e existimos” (Atos 17.28) e as mais simples e as mais sublimes realizações encontram Nele e só Nele suas possibilidades.

Reconhecer que precisamos Dele para realizar e para existir é o princípio da sabedoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *