Mais Lições do Espinho na Carne

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

…foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás, para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor, para que se desviasse de mim…  2 Coríntios 12.7, 8

 

São muitas e profundas as lições que essa experiência do apóstolo traz para nossas vidas. Paciência, perseverança, graça, aceitação das circunstâncias, etc. Apesar do mistério que envolve o significado exato desse espinho é um momento abençoador para nós.

Há ainda ensinos que podem ser tirados desse episódio e que edificam nossa vida de oração. Eis alguns.

Ele não aceitou passivamente a aflição em sua vida. Ele acreditava que aquele espinho não deveria estar ali e que poderia ser removido através da oração. Não aceite gratuitamente, passivamente, aflições sobre a sua vida. Deus tem poder para removê-las. Ore sempre.

Ele não tentou resolver por si mesmo. Nós não estamos mais sozinhos em nossas batalhas. Há um Deus conosco, o Deus que nos ama e pode todas as coisas. Vamos lançar a Ele nossas ansiedades porque Ele tem cuidado de nós (1 Pedro 5.7).

Ele insistiu em oração. Três vezes orou e teria orado muitas vezes mais se uma resposta não tivesse sido dada. Nem sempre oramos até que a resposta chegue, nem sempre perseveramos em oração como devemos perseverar. Orar e continuar orando tem sido o segredo dos vitoriosos.

Orar era um hábito dele. Oração não pode ser uma saída de emergência. Precisa ser a janela da nossa vida através da qual nos unimos continuamente com Deus (Daniel 6.10). Ele orou naquela ocasião porque costumava orar em todas as ocasiões.

Ele tinha intimidade a ponto de ouvir o Senhor. Não temos um Deus mudo. Mas às vezes Ele tem servos surdos, incapazes de ouvir sua voz. É necessário que nosso relacionamento com o Senhor se torne tão estreito que rapidamente possamos reconhecer o seu falar.

Alguém já disse que conhecemos uma pessoa pelas suas atitudes diante da adversidade. E essa adversidade na vida do apóstolo Paulo nos revelou muito a respeito dele. Que os espinhos de nossa vida revelem coisas boas sobre que nós somos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *