Não Tem um Leão Lá Fora

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

O preguiçoso diz: “Há um leão lá fora! Serei morto na rua!” (Provérbios 22.14)

Quem conhece o coração humano, ou melhor, quem conhece o seu próprio coração, sabe que Jeremias tinha razão ao dizer que ele é enganoso. Não poucas vezes inventamos desculpas a nós mesmos, para justificar nossa negligência, nossa falta de empenho nas coisas de Deus.

Achamos desculpas para não orar, para não ler a Bíblia, para não ir aos cultos, para não nos esforçarmos em ganhar almas, para não ofertarmos na obra do Senhor. Enfim, temos na ponta da língua tantas razões para não fazermos aquilo que devemos e que podemos fazer. No fundo, porém, sabemos que a maioria delas não é real. São apenas tentativas de fazer calar a nossa consciência tocada pelo Espírito.

Muitos daqueles que hoje estão servindo a Cristo de todo coração reconhecem quantas desculpas ilógicas ofereceram para não obedecer a Deus até descobrirem que nenhuma das razões apresentadas poderia salvá-los.

Alguém já disse que por trás de muitas desculpas está a preguiça e a covardia. Há muita verdade nisso.

Você pode sim fazer muito mais do que tem feito. Você pode sim realizar muito mais do que tem realizado. Há ainda no coração de Deus, inúmeros planos, projetos e propósitos para você. Não permita que motivos fictícios e argumentos enganosos impeçam a sua obediência. Nem mesmo suas carências financeiras são obstáculos instransponíveis para a vontade de Deus em sua vida.

É preciso fazer calar as vozes enganosas dentro da sua alma. Você pode tudo Naquele que o fortalece. Nele você é mais do que vencedor.

Se nem mesmo os gigantes verdadeiros podem impedir você de chegar aonde Deus almejou, quanto mais os gigantes imaginários.

Sonde o seu coração. Seja sincero consigo e com Deus. E verá que muitas desculpas que tem dado desaparecerão como fumaça. Não há nenhum leão lá fora. Muitas vezes, na verdade, só existe medo e desânimo dentro.

Diga como Davi:

“Porque tu acenderás a minha candeia; o SENHOR, meu Deus, alumiará as minhas trevas. Porque contigo entrarei pelo meio de um esquadrão e com o meu Deus saltarei uma muralha” (Salmo 18.28, 29)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *