O Poder da Continuidade

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

Logo ao alvorecer, o rei se levantou e correu para a cova dos leões. Quando ia se aproximando da cova, chamou Daniel com voz que revelava aflição: “Daniel, servo do Deus vivo, será que o seu Deus, a quem você serve continuamente, pôde livrá-lo dos leões?” (Daniel 6.19)

 

“… a quem você continuamente serve…”. Esse era o segredo de Daniel. Seu caminhar com Deus não era vacilante, hesitante e sim contínuo. Deus para Ele não era uma saída de emergência. Era a estrada pela qual caminhava. Não se tratava de recorrer a Deus na urgência e sim de estar diante de Sua face sempre.

Os homens e mulheres de Deus que viveram uma vida vitoriosa, tiveram uma vida de constante contato com Ele. Relacionamentos só são verdadeiros quando a comunhão é permanente, quando a convivência é contínua, quando se caminha junto, independente das circunstâncias internas e externas.

Se para eu servir a Deus eu depender do meu humor, então com certeza serei um mau servo. Nem sempre estou alegre e feliz. Nem sempre estou satisfeito com o que tenho e vivo. No entanto, meu Deus sempre é o mesmo. Chorando ou sorrindo, descendo ou subindo, vencendo ou caindo, sempre é tempo de servi-lo. Se eu interromper a conexão com Deus todas as vezes que me sentir insatisfeito, então não terei nenhum relacionamento com Ele.

Também não posso permitir que fatos ao meu redor me afastem Dele. As pessoas dão desculpas e apontam culpados para explicar porque se afastaram. Todavia, nada disso vai funcionar, porque afastar-se daquele que é a Vida e a Vitória nunca é certo. Nem mesmo as leis da Pérsia impediram Daniel de manter seu contato com Deus (Daniel 6.10).

As pessoas querem os milagres de Deus, mas nem sempre querem o Deus dos milagres. Querem bênçãos, sem, contudo, amarem o Abençoador. Desejam vitórias, mas não o Vitorioso.

A cova dos leões não é o seu maior desafio. Seu maior desafio é manter sua comunhão com Deus em toda e qualquer circunstâncias. Hoje, amanhã e depois é seu tempo de servir a Deus. E esse tempo se estende por toda a eternidade. Se você servi-lo continuamente, então, e só então, quando o tempo da provação chegar, Ele livrará você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *