Não Perca Deus de Vista

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

 

“Quando Tu disseste: ‘Buscai a minha face’, o meu coração Te disse: ‘A Tua face, Senhor, buscarei’”. (Salmo 27.8)

Deus é uma pessoa. Ele não uma coisa, não é um sistema, não é um conjunto de atividades. Ele não é simplesmente um agrupamento de verdades, de belezas ou de bondades. Ele é a própria Verdade, a própria Bondade, a própria Beleza. Não temos apenas uma relação com Deus. Temos relacionamento, temos comunhão com Ele. Amamos e somos amados. Falamos e ouvimos sua voz. Se somos Dele, interagimos com Ele. Nós Nele e Ele em nós.

Não podemos confundir Deus com as coisas de Deus. Não podemos confundir a nossa adoração com o Adorado. Ele não é uma música bonita, ou som melodioso, ou um ritmo tocante. Ele Aquele a quem dedicamos tudo isso, mas que está acima de tudo isso como os céus são mais altos do que a terra.

Não podemos confundir nosso estudo da Palavra com Aquele que é o Autor das Palavras. Sua voz é poderosa, Sua verdade suprema, Sua revelação sublime. E ainda assim Ele está acima de tudo isso. O que estudamos com certeza irá aperfeiçoar nosso conhecimento de Deus, mas não poderá substitui-lo. Deus não é um livro, Deus não é uma opinião, Deus não é um conjunto de afirmações. Ele é uma pessoa, viva e poderosa à qual precisamos nos achegar continuamente com o coração quebrantado e com quem precisamos viver em amizade, comunhão e interação contínua.

Não podemos perder a Deus em meio às coisas de Deus.

Não podemos permitir, como fez Marta, que nosso serviço a Ele substitua nosso tempo com Ele. Jamais um chamado que Ele não fez pode tomar o lugar do chamado que Ele fez. A ansiedade e a preocupação do fazer não devem anular o Seu fazer em nós enquanto estamos aos Seus pés. Agitação e frenesi são péssimos substitutos para Aquele que é descanso e paz.

Não podemos permitir, como Salomão, que as imensas bênçãos que recebemos Dele, nos impeçam de permanecer Nele. Que as riquezas que recebemos de suas mãos não ofusquem para nós a glória de Sua face. Inteligência, riqueza e força, mesmo tendo vindo Dele, não devem nos afastar Daquele que é a fonte de toda sabedoria, toda prosperidade, todo poder.

É tão fácil para nós, pobres criaturas caídas, nos afastarmos Daquele que é antes e acima de todas as coisas. Trocamos o Invisível, pelo visível; o Eterno pelo efêmero. Trocamos o Abençoador por meras bênçãos e o Doador por simples dádivas. Muitas vezes, perdemos Deus em meio às suas coisas, porque nossos olhos não conseguem permanecer contemplando seu infinito e eterno Ser.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *