A Minha Alma te Segue de Perto

Por Eguinaldo Hélio de Souza

         

A minha alma Te segue de perto; a Tua destra me sustenta (Salmo 63.8)

Quando Davi escreveu essas palavras tão profundas, ele não estava em algum templo em Jerusalém cercado dos benefícios divinos. Ele não estava em um dos momentos mais tranquilos e bem sucedidos de sua vida. Estava no deserto.

Sua presença naquele deserto não foi uma escolha voluntária. Com certeza ele não queria estar ali e muito menos naquelas circunstâncias. Estava sendo perseguido pelo rei Saul sem que houvesse feito nada de errado. Era um inocente sofrendo injustiça, um servo fiel sendo perseguido como um criminoso. Fome, sede, más acomodações, incertezas, ansiedade e medos afligiam sua alma. Todavia, sua alma cantava. Cantava a Deus.

Você não precisa ter tudo o que quer e nem mesmo tudo o que precisa para se achegar a Deus. A alegria, certamente levará você a louvar e a engrandecer ao Senhor. No entanto, você não precisa de olhos secos para fazer isto. Como Davi, você pode se achegar a Deus na noite escura, nos dias tórridos, no deserto incerto, nas calamidades de vida.

Davi, o adorador do deserto, o apaixonado servo de Deus nas cavernas, o buscador do Senhor em meio às piores circunstâncias. Assim podemos ser nós também. Só precisamos ter um anseio contínuo e ininterrupto pelo nosso Deus. Ter a percepção de Sua realidade, de Sua presença, de Seu amor em todo o tempo e em todo lugar.

Nossa alma pode, nossa alma precisa e nossa alma verdadeiramente deve seguir ao Senhor de perto. Nossa proximidade com o Senhor não se mede em metros, não se avalia de acordo com nossa posição social, intelectual, econômica, eclesiástica. Nossa intimidade com o Deus vivo pode ser fortalecida no deserto ou em um palácio, na fartura ou na forme, no sucesso ou no fracasso. Mas ela só acontece quando a desejamos com todo o nosso coração, quando as circunstâncias da vida não têm mais nenhum poder sobre nós e nossa consciência de quem Deus é do que somos Nele, não depende de nada ou ninguém.

Então, quando nossa alma vencer todos os obstáculos internos e externos; quando estivermos próximos do Senhor nas circunstâncias e condições que Ele nos colocou, então veremos sua poderosa mão nos sustentar e nos levar para onde Ele deseja.

Achegai-vos a Deus e Ele se achegará a vós (Tiago 4.8)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *