Não Adianta Teimar com Deus

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

Eu o instruirei e o ensinarei no caminho que você deve seguir; eu o aconselharei e cuidarei de você. Não sejam como o cavalo ou o burro, que não têm entendimento, mas precisam ser controlados com freios e rédeas, caso contrário não obedecem. (Salmo 32.8, 9)

 

Teimoso não é aquele que insiste em algo porque desconhece a exata vontade de Deus. Também não é aquele que não aprendeu ainda a discernir a vontade do Senhor e se empenha na direção errada. Tais atitudes podem trazer prejuízos, mas trarão maturidade e crescimento. Escolhas erradas com um coração sincero podem ser revertidas. O problema são as escolhas erradas de corações insinceros, não rendidos aos pés do Mestre, recusando-se a deixar sua própria vontade.

O teimoso é aquele que mesmo conhecendo as orientações claras da Palavra de Deus e tendo no coração o claro testemunho do Espírito sobre determinado assunto, procura ignorar tudo isso e seguir em frente. Nesse processo, muitas vezes, ele mente para si mesmo, pois sabe estar fazendo o que não deveria. Ele procura calar a voz do Espírito. Deliberadamente rejeita o senhorio de Cristo sobre si.

A mulher de Ló, Balaão, Saul, Judas – são alguns exemplos de personagens nas Escrituras que ignoraram a clara vontade do Senhor e tiveram experiências amargas por isso. Mesmo homens tementes sofreram as conseqüências de sua teimosia, como o profeta que foi de Judá a Betel (1 Reis 1311-26) e Davi que insistiu em contar o povo (1Crônicas 21.2-7). “Quem jamais se endureceu contra Ele e teve paz?” disse Jó (Jó 9.4). Ninguém.

Deus pode perdoar nossas dúvidas com relação à sua vontade. Muitas vezes somos incapazes de discerni-las. O Senhor compreende nossas fraquezas porque ele também em tudo foi tentado como um de nós. Ele só não pode aceitar nossa teimosia. Nossa obstinação é uma afronta à sua soberania.

Portanto, se hoje ouvirdes a Sua voz, não endureçais os vossos corações (Hebreus 3.7, 8)

Não vale à pena teimar contra Deus. Pelo contrário. Só vale à pena render-se a Ele e deixar que Ele guie as nossas decisões. Ao final vamos sorrir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *