Curiosidade Pela Palavra

Por Eguinaldo Hélio de Souza

Há cristãos de vários anos que nunca leu a Bíblia uma única vez, quando a deveriam ter lido diversas vezes. São completamente destituídos da simples curiosidade pela Palavra de Deus.

Como pode uma pessoa carregar constantemente um livro que afirma ser vital para sua vida e nunca ter feito sequer uma leitura minuciosa e completa do mesmo? Como alguém pode afirmar que é o mais importante livro de sua vida e ainda assim tão pouco saber a seu respeito? Serão reais as afirmações dessa pessoa com respeito às Escrituras? Ou ela está apenas repetindo o que ouviu?

Não vivemos mais nas sociedades iletradas de antigamente. Todos sabemos ler, ou pouco, ou muito. As palavras mais difíceis podem ser aprendidas com um pequeno dicionário, ou mesmo com traduções mais simples. E ainda que muitas passagens permaneçam obscuras na primeira leitura, ficarão mais claras com o passar do tempo. Não precisamos aprender tudo de uma vez. O que precisamos é aprender continuamente.

Hoje estamos soterrados de Bíblias por todos os lados, com todos os tamanhos, cores e formatos. Não há escassez, pelo menos, não onde vivemos. Tudo tem sido feito para facilitar o acesso ao seu texto.

Então, por que tão poucos cristãos lêem as Escrituras? Não falta conhecimento, não faltam Bíblias, não faltam ferramentas que nos ajudam a entendê-la. Por que o descaso?

Falta curiosidade pela Palavra. Faltam pessoas que do fundo do coração desejam entender o que Deus revelou em suas páginas. Falta-lhes uma curiosidade poderosa capaz de fazê-los vencer a preguiça, o cansaço, as dificuldades normais de qualquer leitura. Uma curiosidade que produza força e esforço, que os faça debruçar-se na Palavra e gastar tempo com ela. Uma curiosidade santa que os leve não apenas a ler, mas a meditar nela de dia e de noite. Essa curiosidade, ao mesmo tempo em que será saciada pelo constante estudo, será aguçada por ele. A mesma Palavra que os saciará lhes dará mais fome. E assim, nem só de pão eles viverão, mas de cada uma das palavras que saíram da boca de Deus.

Oh! Quanto amo a tua lei! É a minha meditação em todo o dia! (Salmo 119.97)


 Cumpre o Teu Ministério

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

Mas tu sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério (2 Timóteo 4.5)

Todos aqueles que conhecem a Deus descobrem que Ele os chamou para uma obra específica. Todos foram capacitados para alguma coisa particular na obra de Deus.

Josué foi um líder (Josué 1), Neemias um administrador, Paulo foi um apóstolo, um mestre, um pregador (2 Timóteo 1.11). Felipe foi um evangelista (Atos 21.8), Epafras um intercessor (Colossenses 4.12), Davi um músico (1 Samuel 16.18-23), Lucas um ajudador (2 Timóteo 4.11).

E você, qual seu ministério, seu dom, sua função? O que Deus o chamou para fazer, que capacidades Ele lhe deu? Como você tem ajudado a obra de Deus?

Se no corpo humano nenhum órgão é inútil por menor que seja, todos têm uma função, quanto mais no Corpo de Cristo. Você é parte desse Corpo, você tem um chamado, você tem habilidades, você tem uma ou mais funções.

Quando você cumpre o seu ministério, você edifica a Igreja. Quando você realiza a sua função, você faz o Corpo de Cristo crescer e se fortalecer. É quando você age em Deus de acordo com a graça que Ele lhe concede que o Corpo se move e o Reino de Deus se expande.

Você está neste mundo para um propósito. E muito mais do que isto. Você agora está em Cristo. E estar em Cristo neste mundo e ser canal para que Ele atue neste mundo, é existir para que o próprio Cristo flua através de você.

Sim, você tem fraquezas e defeitos. Mas também tem talentos, dons e ministérios que recebeu do Senhor. Sim, você enfrenta lutas e situações difíceis. No entanto, você também recebeu da parte de Deus capacitações e graça para realizar à vontade Dele em meio a essas lutas. Quando você entregou-se a Cristo uma nova dimensão foi acrescentada à sua existência. Agora você existe Nele e existir Nele significa representá-lo neste mundo, agir em nome Dele, fazer para a glória Dele.

“Somos embaixadores por Cristo, como se Deus por nós exortasse” (2 Coríntios 5.20).

Faça o que tem fazer. Realize o que foi chamado para realizar. Cumpre plenamente o seu ministério.


 Cuida do Teu Hoje

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

Em todo tempo sejam alvas as tuas vestes, e nunca falte o óleo sobre a tua cabeça. (Eclesiastes 9.8)

 

Quem conhece as Escrituras sabe muito bem o que isso significa. Sabe que a santidade representada pelas vestes brancas não pode ser deixada para amanhã e que uma vida ungida com óleo do Espírito de Deus tem que ser uma realidade hoje. Temos a tendência de adiar as coisas mais importantes porque geralmente são as que mais exigem de nós. Afastar-se do pecado e aproximar-se de Deus não é coisa para ser deixada para o futuro. Deixar-se controlar pelo Espírito de Deus é uma necessidade inadiável. Todavia, há muitos que imaginam um maior envolvimento com Deus, mas não agora.

As questões que envolvem a salvação não podem ser deixadas pra depois. Elas são vitais. Elas são urgentes. Porque diz: Ouvi-te em tempo aceitável e socorri-te no dia da salvação; eis aqui agora o tempo aceitável, eis aqui agora o dia da salvação. (2 Coríntios 6.2). O que impede você de abandonar aquilo que já sabe que precisa abandonar e começar a buscar aquilo que sabe que deve buscar? O amanhã ainda não chegou, mas o hoje já está aqui e nele você pode fazer algo.

Deus quer que você seja santo hoje. Deus quer que você o busque hoje. Ele pode encher agora o seu com coração com o Seu Espírito, derramar o óleo sobre a sua cabeça. Esse adiamento do seu coração pode ser perigoso.

“Se não estás preparado hoje, como o estarás amanhã? O dia de amanhã é incerto e quem sabe se te será concedido?” (Tomas de Kempis, Imitação de Cristo, Livro I.23)

Não há um momento de nossas vidas no qual nosso compromisso com Deus possa ser deixado de lado. Não há nenhuma licença para pecarmos, para trocarmos as coisas de Deus pelas coisas do mundo (1 João 2.15). Ou para cultivarmos as obras da carne ao invés do fruto do Espírito (Gálatas 5.22). A mesa dos demônios nunca é uma opção para nós (1 Coríntios 10.21).

Deus não dorme. Ele sempre está acessível a nós através do sangue de Jesus. Seu poder santificador estará disponível todas as vezes que nos achegarmos a Ele. Experimente. Ajoelhe-se, peça e receba.


 Crendo e Ansiando

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

Jesus está voltando! Este grito teve e tem poder para despertar a Igreja, para lembrá-la que seu lugar definitivo não é aqui, que ela é apenas peregrina, que não tem aqui cidade permanente, mas busca a futura. Esta mensagem tira os corações dos bens e prazeres que passam, para colocá-los em coisas muito superiores, em alegrias eternas e indizíveis que virão. A volta de Jesus deve provocar em cada coração o anseio por estar pronto, por estar santo, por estar preparado para esse momento ímpar na vida de cada crente e de todo o povo de Deus. “Eis o noivo! Saí ao seu encontro!” (Mateus 25.6)

A volta de Jesus revelará ao mundo que Ele é o Senhor, que este mundo e tudo que nele está pertence a Ele. Proclamará aos governantes das nações que Seu nome é sobre todo nome que se pronuncia, não só nesta era, mas também na futura (Efésios 1.21). Revelará aos sábios deste século que a história tem sim um sentido, e este sentido é Cristo. Seu nascimento dividiu a história entre antes e depois. Seu retorno dividirá a existência do universo entre o presente século e a era vindoura. Mostrará aos que não sabem e aos que duvidam que Ele e somente Ele é o Senhor da história.

A mensagem do Evangelho é Cristo. E esta mensagem não é somente que o Verbo se fez carne, habitou entre nós, morreu pelos nossos pecados e ressuscitou  ao terceiro dia. Isso seria incompleto. A mensagem plena é que depois disso Ele subiu aos céus de onde voltará para julgar os vivos e os mortos (2 Timóteo 4.1). Jesus não é apenas Aquele que veio, mas é Aquele que voltará. Sua obra redentora foi consumada na cruz e, no entanto, será concretizada em seu retorno quando então todas as coisas serão regeneradas.

Não, esse retorno não será um retorno sutil, discreto, invisível, espiritual ou simbólico. Será cataclísmico, concreto, visível, físico e real.

Quando Ele retornar o mundo terá certeza de que nunca viu nada igual. “Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; e todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória” (Mateus 24.3).

Nada então será o mesmo, pois Jesus virá e transformará todas as coisas. Desperta e aguarda!

 


 Corações Endurecidos e a Glória de Deus

Por Eguinaldo Hélio de Souza

           

… mas eu endurecerei o coração de Faraó, e ele não deixará ir o povo (Êxodo 4.21)

 

Deus endureceu o coração de Faraó. Longe de impedir o Seu agir, isto resultou em glória, disciplina e vitória. Temos sempre a ideia errada de que o andar com Deus tornará tudo fácil e rápido. No entanto, ninguém leria o livro de Êxodo, aliás, ninguém se interessaria pela Bíblia se ela não estivesse cheia de situações difíceis que só o Senhor poderia resolver.

Quando nos deparamos com corações endurecidos, com pessoas que dificultam ao invés de nos apoiar, então desanimamos. Não entendemos porque pessoas de Deus tornam-se obstáculos! Dói quando o homem não se compadece de nós. Todavia, muitas vezes, é assim que Deus quer…

Precisamos aprender a confiar Nele. E isso dificilmente acontecerá se tudo o que necessitarmos vier das mãos humanas. É preciso que as mãos dos homens se fechem para então olharmos as de Deus.  A decepção com o ser humano nos lança nos braços do Altíssimo. Ele se torna o poço de águas vivas em meio ao deserto dos corações humanos. Deus brilha muito mais nas noites escuras de nossa solidão. Raramente o procuraríamos se as pessoas em quem confiamos estivessem sempre ao nosso dispor.

Dessa forma, a dureza humana produz glória para Deus. Assim foi com José e seus irmãos, assim foi com Davi e Saul, assim foi com Moisés e Faraó, assim tem sido conosco. Deus nos faz transpor os obstáculos criados pelo homem para que saibamos que Dele, somente Dele vem nossa vitória. A glória é só Dele e mais ninguém.

Assim diz o SENHOR:  “Maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta do SENHOR. Ele será como um arbusto no deserto; não verá quando vier algum bem. Habitará nos lugares áridos do deserto, numa terra salgada onde não vive ninguém” (Jeremias 17.5, 6)

Com certeza, em nossa caminhada, muitos nos ajudarão e serão instrumentos de crescimento e bênçãos para nossa vida.

Entretanto, mesmo que corações se endureçam para nós, não será o fim. Será apenas uma oportunidade para Deus nos fortalecer e revelar através de nós a sua glória.

 


 Consagro

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

Consagro meu ser, para ser o que queres que eu seja, embora sabendo que jamais poderei ser o que queres sem tua graça e ajuda.

Consagro o que tenho, pedindo que me ajudes a não colocar em primeiro lugar nenhum bem, pois é tão fácil viver nesta vida em busca de coisas que ocupam o lugar que é só Teu.

Consagro meus talentos, muitos dos quais estão enterrados no medo, nas desculpas, na preguiça, na frieza e na indiferença. Que eu possa trazer à luz cada habilidade que o Senhor me deu e cumprir meu chamado, minha missão. Que cessem as escusas, as acusações, os adiamentos que têm impedido teu fluir em minha vida.

Consagro meus lábios, que já disseram tantas coisas indevidas, já semearam tantos sentimentos ruins, feriram e machucaram até mesmo os que me amam. Toca-os com a mesma brasa que tocou nos lábios de Isaias. Preciso mudar meu falar, preciso acabar com toda palavra nociva, inútil e vã que de minha boca tem brotado. Que deles se derramem palavras de graça e edificação. Ajuda-me Deus.

Consagro meu tempo, que tem sido preenchido, às vezes com coisas inúteis, às vezes com coisas vãs. Eu só tenho uma vida, que é curta e passageira. Ajuda-me a fazer de cada momento, sementes para a eternidade.

Consagro meu corpo, sim, meus olhos e ouvidos, meus pés e minhas mãos. Que eles olhem como se fosse o Senhor olhando, escutem como se fosse o Senhor escutando. Que aonde eu for, vá em teu nome e meus passos sejam os Teus. Que o Senhor toque o mundo e o cure, através de minhas mãos.

E se ainda há algo que não consagrei, se há algo que não entreguei. Quero dizer que mesmo isso pertence a Ti. Do Senhor é a terra, a sua plenitude, o mundo, e os que nele habitam (Salmo 24.1)

Peço mais uma vez tua ajuda para que eu possa deixar todas essas coisas  no lugar que lhe é devido. Que eu possa deixá-las todas em tuas fortes, soberanas e poderosas mãos.


 Conhecendo o Tempo

Por Eguinaldo Hélio de Souza

 

…da tribo de Issacar, 200 chefes que sabiam como Israel deveria agir em qualquer circunstância. (1 Crônicas 12.32)

 

Há todo tipo de tempo em nossas vidas. Há tempos bons, tempos não tão bons e tempos ruins. Há tempos de quietude e descanso e há tempos de guerra e peleja. Há tempos em que apenas recebemos promessas da parte de Deus e nada acontece. Há tempos em que as coisas começam a acontecer. Existem tempos que são de muitas lágrimas e tempos que são de muitos sorrisos. É assim para todos em todo lugar e não podemos mudar isso.

Todavia, nós só gostamos dos tempos bons e desejamos que fosse sempre assim. Por esse motivo, nem sempre estamos preparados para os dias difíceis, mesmo sabendo que são inevitáveis. Algumas pessoas, por outro lado, parece que vivem sempre em um campo de batalha, nunca relaxam, nunca descansam, nunca aproveitam os pastos verdejantes e as águas tranquilas que o Senhor lhes preparou. O tempo de cantar chegou e elas estão chorando (Cantares 2.12).

Temos que reconhecer o tempo no qual estamos vivendo e agir conforme ele. Temos que pedir a Deus sabedoria e discernimento para não correr o risco de dormir em meio à guerra ou batalhar em meio à paz. Jonas dormiu no meio da tempestade e dormiu no meio da sua missão (Jonas 1.4-6), assim como os discípulos dormiram no momento em que mais deveriam orar (Mateus 26.40, 41). Davi pecou porque no tempo de ir à guerra ele ficou em casa (2 Samuel 11.1). Por outro lado, muitos estão ansiosos e preocupados, mesmo depois de Deus já lhes ter falado ao coração e prometido vitórias. Não dormem enquanto deveriam estar descansando e esperando no Senhor (Salmo 27.14).

Qual é o tempo de sua vida agora? Tempo de guerra ou de paz? Tempo de preparo ou de desfrute? Tempo de semear ou de colher? Que Deus nos ensine o modo de agirmos em toda e qualquer circunstância.


 Confissão

Por: Eguinaldo Hélio de Souza

 

De que se queixa o homem vivente? Queixe-se cada um de seus próprios pecados. (Lamentações 3.39)

Senhor, tenho muitas culpas para confessar, mas minha maior culpa são as minhas desculpas. Eu me desculpo culpando a outros pela minha situação. Culpo minha esposa, culpo meu marido. Culpo meu irmão e culpo o pastor. Culpo o presidente e culpo o prefeito. Eu culpo o passado por coisas que já aconteceram e culpo o futuro por coisas que ainda não aconteceram. Algumas vezes chego até a cogitar que tu és, Senhor, o responsável por muitas circunstâncias desagradáveis em minha vida.

Eu tenho uma capacidade imensa de enxergar erros e falhas em tantas pessoas, enquanto as minhas eu não consigo perceber. Vejo que todos erram de todas as maneiras o tempo todo e eu não percebo que eu também faço o mesmo. Ninguém atendeu as minhas expectativas, só que eu também não atendi as expectativas de ninguém. O Senhor não me deu muita coisa que eu necessito, porque na verdade eu não orei pedindo.

Cheguei a pensar que a Bíblia não funcionava e nunca cogitei que talvez seja porque eu não aplico os seus princípios. Estou longe da obediência plena a Deus e mesmo assim acho que tenho direito à vida plena por Ele prometida. Não dou tudo a Ele, mas gostaria muito de ter tudo Dele. Quero sempre colher muito mais do que o que tenho semeado, acho que sempre mereço mais do que tenho recebido e nunca que recebo mais do que mereço. Na verdade, nunca me dei conta o quanto reclamo e quão pouco agradeço e louvo.

Por tudo isso Senhor, perdoa-me. Sei que se eu quero que tudo ao meu redor melhore,  preciso ser hoje um pouco melhor do que ontem. Preciso parar de pensar no que me devem e pensar mais no que eu devo. Preciso enfim fazer aos outros o que eu gostaria que os outro fizessem por mim (Mateus 7.12).

 


 Colunas da Casa de Deus

Por: Eguinaldo Hélio de Souza

           

Sempre gostei muito do texto de Gálatas 2.9 onde Paulo diz que Tiago, João e Cefas eram considerados as colunas. Havia milhares de crentes, dezenas de presbíteros e diáconos, doze apóstolos e somente três colunas. Sabemos que nenhuma casa se mantém em pé sem as colunas. Nem mesmo a casa de Deus. Basta lembrar que Sansão venceu milhares, apenas derrubando duas colunas.

“Precisa-se de colunas” seria um bom anúncio a ser posto na igreja e em cada departamento. A obra de Deus necessita de colunas, pessoas sem título ou fama, tomando para si essa tarefa.

Há muito que dizer sobre colunas. Gostaria de dizer pelo menos três coisas.

Primeiros, são as colunas que suportam o peso todo. Muitos gostam de ser carregados, mas não de carregar. Não suportam as falhas dos outros, porém desejam que todos suportem as suas. Colunas foram chamadas para estar em pé e manter tudo que está à sua volta também em pé.

Segundo, as colunas ficam paralelas entre si, nunca cruzadas com outras. Se não nos alinharmos com outros não poderemos ser colunas. Precisamos ter todos a mesma direção para sermos eficazes como colunas. Minha comunhão e harmonia com outras colunas me ajudarão a cumprir o meu papel.

Terceiro, a coluna se apóia no alicerce. A verdadeira coluna esta apoiada em Cristo. Ele é o fundamento de nossa vida. A força, por fim, não está na coluna, mas no alicerce que a sustenta. O Senhor Jesus é nosso fundamento. Nele, tudo suportaremos.

Seja você uma coluna. Suporte, alinhe-se, apóie-se no Senhor.

 

 


 O Que Você Daria Por Uma Boa Pérola?

Por Eguinaldo Hélio de Souza

O Reino dos céus também é como um negociante que procura pérolas Preciosas. Encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo o que tinha e a comprou. (Mateus 13.45, 46)

 

Em meio ao Reino de Deus vamos encontrar algumas coisas que possuem um valor inestimável. São livros, hinos, textos e até pessoas que possuem uma preciosidade que não pode ser medida por valores terrenos. Embora sejam da terra, estão marcados com as marcas celestiais. Ainda que aparentem a fragilidade e insignificância do barro, guardam dentro de si tesouros de graça, de unção e de conhecimentos divinos que fazem nossa vida ser transformadas.

Hoje há muita coisa “gospel” ao nosso redor. Somos submergidos por uma enxurrada de “coisas cristãs”, algumas tão vazias que são rótulos apenas, sem qualquer conteúdo que nos edifique. Elas estão facilmente acessíveis e muitas vezes as consumimos em excesso. São vendidas e anunciadas por todos os lados e de todos os jeitos.

No entanto, as coisas mais preciosas, aquelas que irão verdadeiramente nos edificar, precisam ser procuradas e desejadas de uma forma muito especial. Para tê-las, nós precisaremos pagar um preço maior, fazer esforços maiores, chegar até onde não chegamos.

Só acha quem procura. Não iremos tropeçar nessas pérolas. Elas não irão cair de repente sobre nossas cabeças. Elas estão escondidas em muitos campos e só pertencerão àqueles que estiverem dispostos a pagar seu preço. Por elas teremos de sacrificar nosso tempo, nossos hobbies, nossos direitos e muitas vezes até nos mesmos. Teremos de tirar de nossos olhos aquilo que é inútil e vão. Teremos que limpar nossos corações de sentimentos e pensamentos ruins. Porque se não for assim, sequer seremos capazes de vê-las, ainda que estejam tão próximas de nós.

Não é correto que aqueles que não desejam tenham o melhor do Reino. Não é justo que aqueles que não valorizam as coisas verdadeiramente preciosas tenham posse delas. Deus reservou coisas muitos especiais para aqueles que desejam coisas especiais.

Acredite, Deus tem palavras, ensinos, canções, pessoas, experiências muito especiais reservadas para você. Deseje-as, busque-as, pague o devido preço e as terá.